Este site utiliza cookies para otimizar a navegação. Ao prosseguir com a sua visita, está a aceitar o uso de cookies e da nossa política de privacidade. Aceito

ONA QX7

EROSÃO DE ESTRUTURAS ALVEOLARES UTILIZADAS EM COMPONENTES DE MOTORES DE AVIÕES

A HAESL, uma joint-venture entre a Rolls-Royce, a SIAEC e a HAECO, presta serviços de reparação e manutenção de motores aéreos e componentes a muitas das companhias aéreas líderes a nível mundial. Uma das aplicações mais frequentes que dá às máquinas ONA é a maquinação das estruturas de revestimento alveolar.

Industria de Turbo Propulsores, S.A. (ITP), líder en Ingeniería, Investigación y Desarrollo, Fabricación y Fundición, Montaje y Pruebas de motores aeronáuticos y turbinas de gas, confía en el potencial de 12 máquinas de electroerosión por penetración para erosionas las stip seal slots en los segmentos de NGV de turbinas de baja presión.

 

 

 

EROSÃO DE ESTRUTURAS ALVEOLARES UTILIZADAS EM COMPONENTES DE MOTORES DE AVIÕES

A HAESL possui plena capacidade para levar a cabo a reparação completa e revisão da série de motores Rolls-Royce RB211 e TRENT, , amplamente utilizados em muitos dos aviões em funcionamento atualmente. Com uma média anual de aproximadamente 200 motores, a das séries, HAESL já fez a revisão de mais de 3.000 motores Rolls-Royce de las series RB211 e TRENT desde a sua fundação.

Uma das operações mais frequentes que a HAESL realiza com as máquinas de eletroerosão ONA de que é proprietária é a maquinação das estruturas de revestimento alveolar que alguns dos componentes das turbinas dos aviões possuem. O Centro de Excelência da HAESL dedicado a esta tarefa foi o primeiro em todo o mundo a obter a acreditação “Gold Award” da RollsRoyce.

Graças à avançada tecnologia do gerador das máquinas NX, a espessura da camada branca (material refundido e colado na superfície da peça) mantém-se dentro da tolerância exigida, incluindo na fase de desbaste, reduzindo-se ainda mais a sua espessura na fase de acabamento, graças ao módulo de microfino do gerador.

Neste tipo de trabalhos, o material erodido forma geralmente uns glóbulos que aderem à peça durante o processo de desbaste. Estes glóbulos são praticamente eliminados durante o ciclo de acabamento (rugosidade final VDI 31 ou inferior). Para conseguir este resultado final sem glóbulos aderidos à peça não é necessário reduzir a velocidade de erosão nem modificar os parâmetros de erosão standard do gerador da máquina NX.

O filtro ecológico ONA de longa duração oferece uma vantagem importante neste processo, graças à excelente qualidade de filtragem (1 mícron) que garante de forma constante. O caudal contínuo de dielétrico perfeitamente limpo reduz o risco de aderência de resíduos na peça, bem como de descargas elétricas indesejadas.

Empresa Hong Kong Aero Engine Services Limited (HAESL). A HAESL é uma joint-venture entre a Rolls-Royce plc (45%), a Hong Kong Aircraft Engineering Company Limited (HAECO) (45%) e a SIA Engineering Company (SIAEC) (10%). A HAESL combina a força da Rolls-Royce, enquanto fabricante de equipamentos originais (OEM) e os 35 anos de experiência da SIAEC e da HAECO na reparação e recondicionamento dos motores Rolls-Royce.
Atividade A HAESL presta serviços de reparação e manutenção de motores aéreos e componentes a muitas das companhias aéreas mais respeitadas do mundo que elegeram a Rolls-Royce para impulsionar a sua frota de aviões Airbus e Boeing.
Equipamento 2 máquinas ONA.
Aplicação Erosão da estrutura de revestimento alveolar do componente de uma turbina de baixa pressão do motor de um avião.
Modelo de máquina ONA NX7 com gerador de 100 Amperes.
Material base Estrutura alveolar.
Elétrodo grafite (6 mícrons).
Nº electrodos utilizados 1
Rugosidade final obtida 31 VDI (3,50 µm Ra)
Espessura da camada branca <0.035 mm